REVIEW FREEDOM FESTIVAL 2019

FREEDOM FESTIVAL 2019

Nos passados dias 6 a 12 de Agosto, realizou-se no Parque de Campismo de São Gião, Oliveira do Hospital (paraíso já conhecido pelos nossos amantes do trance, por ter acolhido um conjunto enorme de grandes festas), pela segunda vez, mais uma edição do que é dos maiores festivais existentes em Portugal, organizado pela nossa grande e inovadora Crystal Matrix, que nunca falha e consegue sempre surpreender e ultrapassar todas as expectativas em qualquer evento já realizado. Sem ser surpresa nenhuma, o Freedom Festival 2019 trouxe-nos grandes nomes nesta que foi a oitava edição, como Ajja, Crazy Astronaut, Ace Ventura, Kabayun, Hydra-E, Savage, Talamasca e tantos outros mais que completaram e preencheram o Dance Forest, não esquecendo igualmente todos os artistas que fizeram o Chill & Groovy Garden um espaço de lazer tão acolhedor e agradável para se estar.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, árvore, ar livre e natureza
A imagem pode conter: 1 pessoa, árvore e ar livre
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, ar livre e natureza

O Freedom Festival, como assim o nome indica, representa liberdade, liberdade essa que qualquer um de nós experienciou lá cada dia e cada noite do festival. Toda a gente que vai a um festival sabe que se liberta do mundo real ao ponto de encontrar ali uma espécie de utopia, onde se encontram os quatro elementos para uma vida em humildade e harmonia perante o próximo e perante o mundo, que são os PLUR (paz, amor, união e respeito). Estes quatro elementos estavam espalhados pela imensidão do Freedom Festival, dentro de cada um de nós, dentro de cada grupo de amigos, dentro de toda a multidão lá presente, incluindo igualmente o pessoal da STAFF, como qualquer comerciante que esteve lá a representar a sua palavra, a sua arte e o seu ganha-pão na sua barraquinha. Não havia uma barraca que não fosse minimamente apelativa ou acolhedora, desde a barraca mais simples e humilde, feita por apenas uma manta no chão para expor os trabalhos e produtos, até há maior, mais trabalhada e produzida. O que realmente prevalecia era a compaixão, o sentimento de entreajuda e de comunidade.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, árvore e ar livre
Nenhuma descrição de foto disponível.

Não pode faltar aqui mencionar a qualidade da decoração que o Freedom Festival escolheu para esta edição, que ultrapassou o imaginável de forma tão absurda e mágica. Toda a organização da decoração está de parabéns pelo excelente trabalho que fizeram. São de facto pormenores num festival que fazem quase todo o festival ser o que é e ter a magia que tem. Esta organização conseguiu captar todo um cenário “psicadélicamente” mágico, acolhedor, e maravilhoso, recorrendo tanto a um pormenor mais pequenino, mas que fazia toda a diferença, como a um pormenor totalmente vibrante e vistoso.

A imagem pode conter: 1 pessoa
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e multidão

É interessante apontar aqui também o facto de a Crystal Matrix ter apostado num posicionamento distinto do palco do dance floor, fazendo com que este ficasse virado de frente para o rio, tornando assim o dance mais longo e surpreendentemente mais espaçoso, o que cativou há existência de todo um ambiente diverso cheio de atividades, convívios e interações artísticas.Em jeito de conclusão desta review do que foi o Freedom Festival 2019, relatar que o ambiente vivido e experienciado neste festival é único e só quem teve a oportunidade de ir entenderá o que é se libertar de absoluto ao ponto de purificar a alma, vivenciar experiencias diferentes do habitual, conviver e trocar conhecimentos com outras culturas, e tanta outra coisa que o Freedom Festival oferece. É sem dúvida um festival a motivar as pessoas a ir, porque ninguém volta de lá a mesma pessoa. É uma experiência a não perder!!!

Texto de Ana Filipa
Fotos de Vicent Lannet Photographie & Magu Sumita