Amantes do Trance

REFLEXÕES – PAIXÃO PELO MOVIMENTO

PAIXÃO PELO MOVIMENTO?

A particularidade de dançar noites e dias, tirar os pés do chão e bater a Terra é dizer “eu pertenço aqui!”, fechar os olhos e viajar por todos os universos, abri-los e receber todas as emoções, sensações, vibrações do presente - Ser não é tempo, não é espaço, é absorção do Agora -, compreender o nosso papel neste planeta, compreender as doenças que movem as sociedades, assimilar conhecimentos: plantas, cultivos naturais e biológicos; saber tocar o outro, massajar, abraçar, beijar e amar. Gostar de ler, escrever, estudar e saber que os conhecimentos deste mundo e dos outros são infinitos é como regar plantas até brotar a mais colorida flor. Reconhecer que a vida não pode ser um teste porque quando soubermos se o resultado era o pretendido já será tarde demais.

 

Captar, vibrar e soltar amor, cores, dança, música, paixão, pintar a pele se nos apetecer – bem, pintá-la para sempre se for essa a nossa “roupa” -, respeitar o que nos permite habitar uma terra: o corpo; rir, olhar nos olhos e dentro da alma, conectar, abraçar o presente seja noite ou dia, faça frio ou calor, chuva ou sol. Ser feliz até nas infelicidades porque as páginas da nossa vida são escritas em tinta permanente. Atraímos o bom porque somos bons, este movimento não é um escape, nem uma desculpa, é um reflexo do que é Ser: bondosa e honestamente, feliz sempre.

Não somos livres de alma – somos almas livres.

Créditos: Maria Rebelo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *