Amantes do Trance

OBRIGADO PSYMAGICMINDS, OBRIGADO ERMAL

OBRIGADO PSYMAGICMINDS, OBRIGADO ERMAL

Mas que sonho divino coletivo foi este? Se houve festa na qual ficamos com vontade de não regressar a casa, a Indigo foi, sem qualquer dúvida, uma delas!

Uma semana depois, ainda estamos a tentar processar tudo o que se viveu e todas as emoções partilhadas naquele templo sagrado. Fica difícil pôr em palavras quando o que sentimos, nos chegou no seu estado mais puro. Foram contagiantes e incontáveis as boas energias, os sorrisos, os abraços e os olhares sinceros. Como se para um sonho divino tivéssemos sido transportados e connosco, todos aqueles que melhoram os nossos dias. Assim, percebemos que é possível encontrar um paraíso para se viver em pleno no planeta Terra. Um oásis no meio do deserto.




Ainda era sexta feira e já muitos navios tinham atracado na ilha. E sem pensar muito nas ameaças da meteorologia, lá se foram iniciando os festejos. Indigo que é indigo começa a festa sem olhar ao tempo, e muito menos às horas que tem pela frente. Vive-se o presente intensamente!No caminho até ao dancefloor éramos incentivados pela banda sonora de cada tribo, mas não dava para parar. O dancefloor estava perto e a vontade de dançar era tão grande.

Nenhuma fotografia fará justiça quer à belíssima paisagem, quer ao que ali se viveu! Viveu-se o verdadeiro P. L. U. R. e não há imagem ou fotografia capaz de captar a sua grandiosidade. No templo respirava-se PAZ, AMOR, COMUNHÃO e RESPEITO equitativamente e por tudo o que nos rodeava. A noite foi eletrizante. Éramos incapazes de parar de bater o pé e de abandonar a pista. O ambiente visual e auditivo era demasiado bom. O jogo de luzes, as projeções e as batidas aceleradas deixaram-nos rendidos.  E o dia não nos deixou menos apaixonados. Fomos presentados com um dos melhores amanheceres das nossas vidas. Ficamos enamorados pelo brilho que reluzia nos olhos de todos os que partilhavam connosco aqueles momentos. Os olhos espelhavam o que alma sentia. Um estado puro de felicidade raramente alcançável. Eram lágrimas. Lágrimas de felicidade. Lágrimas de ter encontrado um sítio, um momento. Um presente!

Todos os que lá estiveram, dentro dos muitos fantásticos pormenores desta festa, como o ambiente vivido, falarão com certeza da decoração fascinante, que mais parecia sempre ter feito parte da paisagem. Desde o dancefloor, com a frontline coberta de tapetes, até à zona do chill out, com aquela vista magnífica sobre o Ermal, tudo parecia fazer sentido. Estávamos em casa e era-nos permitido sentir que o filme da nossa vida possuía as mais belas paisagens como plano de fundo e a melhor banda sonora que poderíamos pedir provinha daquelas colunas.

Resta-nos dar incomensuráveis parabéns e agradecimentos á Psymagicminds! FORAM IRREPREENSÍVEIS! ENORMES!<3 <3 <3

Conseguiram o difícil de nos providenciar uma viagem inesquecivelmente prazerosa para casa. Ficamos com vontade de mais. De lá voltar. De que sejam mais dias. De que não seja apenas uma festa por ano. Partimos inspirados pela Indigo e tudo o que fez dela a melhor festa do ano. O que no final de contas, demonstra ser um ótimo sentimento. Tudo permaneceu na medida certa. Em especial, a saudade e a determinação de lá voltar.

Artigo de Dr. Horus
Foto de Cristiano Fernandes Photography

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *