Amantes do Trance

1 – De que maneira entrou a música na vossa vida?

R: Faziamos os dois parte de bandas quando estávamos a crescer e os nossos pais treinaram-nos classicamente, esteve sempre no nosso sangue.




2 – Qual foi a primeira festa em que tocaram como DJ?

R: Foi uma pequena festa para 20 pessoas na nossa cidade natal, ao ar livre na natureza.

3- Como foi o início da vossa carreira?

R: Complicada, como o início de qualquer carreira. Primeiro tínhamos projetos a solo, mas uma vez que começamos a tocar juntos soubemos que havia algo especial.

4 – Como começaram a produzir musica eletrónica?

R: Com um computador dos antigos e cassetes DAT ahah

5 – Onde encontram inspiração para criar novas faixas?

R: Normalmente do nosso dia a dia… Boa comida, locais que apreciamos ou piadas internas das viagens.

6 – Como surgiu o projeto Infected Mushroom?

R: Um amigo em comum que tinha uma label em Israel juntou-nos acreditando no som que estávamos a fazer.

7 – Quando é que a vossa primeira faixa foi lançada?

R: Juntamo-nos em 19996 as o nosso primeiro álbum foi o “The Gathering” em 1999.

8 – Os artistas de Psytrance têm várias influências de outros género musicais. O que é que vos inspira fora da música eletrônica? Que outras formas de arte fazem parte do vosso processo criativo?

R: Somos inpirados pela jovem geração da cena musical atual. Artistas como Skrillex, Datsik, Diplo, Riot, etc.

9 - Quem são as vossas influências musicais?

R: Heavy rockers como Metallica, Primus, e Pantera, tal como artistas eletrónicos como Depeche Mode, Shpongle, e Pendulum.

10 – Que performance nunca esqueceram, que mais vos mudou?

R: O nosso primeiro Burning Man foi um ponto monumental para nós. Também fizemos uma pasagem de ano no Rio de Janeiro em frente a 100.000 pessoas, isso foi lendário.

11 – O que vos mantém inspirado pela música eletrônica?

R: Quando vemos as pessoas a ficarem malucas com a nossa música.

12 – O que gostam mais em festivais?

R: Comida e meninas bonitas.

13 – Quais vão ser as vossas próximas atuações?

R: Estamos no meio de uma tour pelos Estados Unidos durante Maio, mas temos algumas datas internacionais sólidas durante os próximos meses na Finlândia, França, Hong Kong, China, Austrália e Canadá.

14 – Sobre as vossas novas produções, podem dizer-nos alguma coisa?

R: O nosso novo álbum vai revisitar os sons psicadélicos dos nossos primeiros dias. Altura de voltar às raízes.

15 - O que fazem quando não estás a tocar ou a viajar?

R: Estar com a nossa família. Temos os dois 3 filhos.

16- Vamos terminar esta entrevista, deixem uma mensagem para os teus fãs portugueses!

R: Obrigado pelo vosso tempo e apoio! Esperamos infetar-vos este ano  width=

PUBLICIDADE




Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *