Amantes do Trance

1 - Como a música chegou à tua vida?

R: A musica chegou à minha vida desde que tenho memória de audição , através dos meus pais e família , iniciando-me no conservatório d música aos 5 anos de idade .

2- Qual foi a festa em que te estreaste como DJ ?

R: Como Dj julgo que foi antes d 2000, talvez 1998 nas festas da Moon Child do nosso amigo Sahid ...como Live Act foram alguns anitos depois com o meu projecto de chillout (YONILINGA) Festa da Happy Mind do nosso amigo Hélio Caveirinha  width=
N consigo precisar a data ....pois nunca fui muito escravo do tempo , dando mais valor ao que nós fazemos com tempo em vez do que o tempo faz connosco  width=

3 - Como foi o início da tua carreira?

R: O início foi realmente quando o trance chegou a Portugal. Lentamente comecei a inserir faixas produzidas por mim no meio dos meus dj sets para ver como soava ao lado de musicas d topo de artistas internacionais e o feedback começou a ser realmente muito positivo e satisfatório . Apoio total por parte de muitos amigos e umas quantas promotoras e orgs  width= Levando obviamente a dedicar-me d corpo e alma ao que realmente me deixava feliz e aos outros também.

4 - Como começaste a produzir música electrónica?

R: Depois de várias experiências com alguns instrumentos e bandas , em 2000 sensivelmente , um amigo meu mostrou-me que era possível enviar som d guitarra para dentro do PC e alterar ou modificar parâmetros (programa - Audacity) Para logo de seguida ter a sorte ou privilégio de ter conhecido o Dani (Menog) que tb me deu algumas luzes no Cubase....ja eu produzia à 6 anos no Reason...tava na altura d evoluir  width=

5- De onde tiras inspiração para criar novas músicas?

R: A inspiração é DIVINA , temos realmente que estar conectados com o nosso higher self e deixar fluir ...mas a inspiração pode vir da minha filha e do amor incondicional , pode vir de um bom festival que fui ou participei ...pode vir da natureza , de um sorriso ou apoio de um amigo ...a inspiração basta inspirar fundo e sentir o que a música me diz ou pede , mas a intenção com que a faço é para transmitir boas frequências aos meus amigos e família , usando tons sagrados com o propósito de uma "spiritual healing and soul elevation "

6-Como surgiu o projecto Synthom?

R: O projecto SYNTHOM surgiu logo depois de 2000 quando fui estudar pa Leiria .... a junção de um SYNTH (sintetizador) que quando toca faz OHM (3õ) como também o Ohm da impedância sonora  width=

7 - Quando foi o teu primeiro lançamento?

R: Uiii...boa pergunta  width= julgo k foi pela Midwaystation k pertencia ao Ivan dos Techyon ou Atomizers num VA com artistas d todo o mundo (Sintonized Fields) o nome do VA

8- Os artistas do psy trance possuem influências de outros gêneros musicais. O que te inspira fora do universo electrónico? Que outras formas de arte fazem parte do teu processo criativo?

R: Realmente gosto de ouvir diferentes tipos ou géneros d música ou expressão artística. Passando pelo clássico , punk , metal , Ska , reggae , tribal , gosto também de pintar , desenhar , escrever , ler , tatuar , esculpir , reciclar , etc

9 - Quem são as tuas influências na música?

R: Tenho algumas influências diversas , mas o estilo south africa fez me delinear o estilo que gostaria de atingir ou seguir ( Shift , Brethren , Tickets , Phynx , Twisted System , ou seja ( POWER TRANCE)
em musica clássica :Johann Sebastian Bach ,Frédéric Chopin , Antonio Lucio Vivaldi , Wolfgang Amadeus Mozart e obviamente o nosso ilustre amigo Ludwig van Beethoven.
Blues : Muddy Waters ,John Lee Hooker , BB King e Chuck Berry.
entre outros estilos : Pink Floyd , Led Zeeplin , Frank Zappa , Iggy Pop , The Clash , Talking Heads , Ramones, Sepultura , Korn, NOFX , Bad Religion , Pennywise , Rage Against the Machine ,Ratos do Porão , Machine Head , Cypress Hill , Wu Tan Clan , Primitive Reason e a lista podia continuar durante dias ...  width=

10 - Qual foi a actuação que mais te marcou?

R: Todas elas são importantes e especiais em sua determinada forma , mas posso recordar quando toquei no palco principal da Cosmic Gate antes d Alienn ou quando toquei no Freedom eu sei lá ...tantas boas e potentes ...por vezes festas mais pequenas e familiares enchem-nos o coração e a alma de uma forma que outras festas maiores não conseguem .

11 - O que mantém vivo o teu amor pela música electrónica? O que tu mais gostas nas festas/festivais?

R: Posso dizer que assisti ao PsyTrance nascer em portugal , segui d perto as primeiras orgs em Portugal admirando logo desde muito cedo a união , o espírito de família , a reunião dos piratas e freaks da sociedade , a revolta artística em vários campos que juntou muito boa gente com capacidades incríveis , poder imaginativo , expressão criativa , um submundo underground onde novos valores eram colocados em busca da nossa pura entidade e conservando a nossa alma humana.

12 - Onde serão as tuas próximas actuações?

R: Datas a confirmar  width= em breve novas infos...

13 - Quais são as novidades em relação a novos lançamentos?

R: Novo EP pela Kaos Krew muito brevemente e algumas VA k devem tar a sair no mercado a qualquer altura ...basta estarem atentos os mais interessados . width=

14- Nos últimos anos o psy trance tem vindo a crescer em Portugal o número de festas/festivais e novos artistas aumentam a "cada dia". Na tua visão, está nossa caminhada está no ritmo certo ou existe algo que poderíamos estar a fazer mais pelo crescimento da cena?

R: Fico feliz e contente por ver algo que no inicio era totalmente marginalizado , agora ja é compreendido e talvez respeitado , mas realmente nunca gostei de modas , e certas pessoas sem querer banalizam o k outros tentam melhorar e aperfeiçoar , destruindo um pouco a pureza k se sentia no início pela invasão de malta jovem que ainda n estão bem preparados para certas viagens psicadélicas , com isto n digo k n merecem experimentar , mas devem tomar primeiro consciência antes d tomar seja o k for  width= e nós mais velhos deveríamos educá-los nesse sentido , prevenindo desgraças e acidentes , julgo k devia existir um acompanhamento maior por parte das Orgs neste campo , incutindo as pessoas a acções conscientes e atitudes equilibradas , tentar transmitir e ensinar a melhor maneira de vivermos em sociedade com equilíbrio e respeito  width=

15 - Quais são os teus hobbies quando não estás a produzir música ou a viajar?

Sou Tatuador e Piercer profissional também , Sk8 , surf , natureza , praia , MAR , SOL , AMIGOS , FAMÍLIA a minha FILHA obviamente , a qual dedico bastante parte do meu tempo livre .
Ler , escrever , meditar e comer comida saudável  width=

16- Mesmo dentro do psy trance alguns estilos acabam por ser mais populares do que outros. Um exemplo é o Full on,Progressivo ou Dark que se vêm tornando mais comuns nas festas. Como vês a actual cena do Goa Trance em Portugal? É possível relatar uma considerável evolução nos últimos anos?

R: Obviamente que a evolução é constante , por vezes pode é n ir no bom sentido , mas tudo se transforma , apenas temos k aceitar as várias formas d arte ou expressão musical dentro do seu contexto e habitat , como as minhas raízes são o Goa Trance ...terei todo o orgulho em dizer k está a voltar o espírito do Old School mas de uma forma nova e retrodélika  width=

Para finalizar esta entrevista deixa uma mensagem para os teus fãs/seguidores.

R: Quero deixar uma mensagem simples para todos os que estiverem a ler isto, mantenham-se fiéis ao vosso sentimento deixando sempre um espaço aberto para novas experiências e lições .
Trata dos outros como gostarias de ser tratado .
NAMASTE  width=

PUBLICIDADE

 




 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *