Amantes do Trance

1- Como a música chegou à tua vida?

R: A musica chegou desde muito cedo. Sempre tive uma paixão particular e a musica sempre captou o meu interesse. O primeiro contacto foi através dos irmãos mais velhos , grandes mestres da guitarra e que influenciaram o meu gosto musical para sempre. Depois passei por alguns instrumentos, fui interprete de fado, pratiquei vários tipos de dança . A musica era presença constante!

2- Como surgiu o projecto Guapa Lee?

R: O projeto Guapa Lee surgiu pela influencia de um grande amigo e mestre, Dj Mr.Fritz. Eu já tinha o chamado “bichinho” e ele acreditou que poderia ter potencial. Transmitiu-me o seu conhecimento, incutiu-me disciplina e valores para poder traçar uma meta. E ca estou eu  width=🙂

3- Qual foi a festa em que te estreaste como DJ ?

R: Covilhã, em Novembro de 2008.

4- Como foi o início da tua carreira?

R: Penso que tive o percurso normal de qualquer artista. Ao inicio procurava a minha identidade musical e a minha característica enquanto Dj. Dei-me a conhecer as organizações e publico e a partir dai as coisas foram acontecendo naturalmente.

5- Quem são as tuas influências na música?

R: As minhas influências são imensas. Sou uma grande consumidora de musica e considero que todos os géneros são importantes num processo musical. Gosto de um pouco de tudo e isso influencia aquilo que sou musicalmente.

6- Qual foi a actuação que mais te marcou?

R: Felizmente já foram vários mas e impossível não destacar o Freedom festival 2011. Foi a minha primeira atuação no festival e havia muita magia e emoção no ar. Jamais esquecerei todas as caras que sorriram e vibraram juntamente comigo. Foi um momento arrepiante!

7- O que mantém vivo o teu amor pela música electrónica? O que tu mais gostas nas festas/festivais?

R: O que mantem vivo o meu amor pela musica eletrónica e realmente a mensagem, a conexão que a musica consegue proporcionar! A partilha, os pensamentos e as energias. A musica eletrónica consegue ligar-nos e transformar-nos num só e e isso mesmo que me fascina neste tipo de eventos e estilo musical!

8- Já aconteceu alguma situação engraçada enquanto tocavas?

R: Ui! Tantas.. esta respostava dava pano para horas de conversas! Desde as mais caricatas, as mais stressantes, já me aconteceu de tudo um pouco nestes 8 anos enquanto Dj.

9- Onde serão as tuas próximas actuações ?

R: A próxima será o meu aniversario , no Best Club em Setubal dia 19 de Agosto. Vamos ter um line up recheado de amigos, boa musica e uma convidada especial de Africa do Sul. Fica o convite  width=🙂

10- Nos últimos anos o psy trance tem vindo a crescer em Portugal o número de festivais e novos artistas aumentam a cada dia. Na tua visão, está nossa caminhada está no ritmo certo ou existe algo que poderíamos estar a fazer mais pelo crescimento da cena?

R: Acho que estamos no caminho certo! Tem surgido novas produtoras dispostas a aumentar a fasquia e isso, sem duvida, faz com que todos fiquemos a ganhar, artistas e publico. O movimento psicadélico português esta em excelente forma e recomenda-se.

11- Quais são os teus hobbies quando não estás a tocar ou a viajar?

R: Gosto imenso de ler, ouvir outros géneros de musica, assistir a um bom concerto, a uma boa peca de teatro. Paralelamente a isso tenho outra enorme paixão que e a animação de eventos o trabalho com as crianças. São as minhas duas grandes paixões sem duvida!

12- Por questões que envolvem contextos sociais o número de mulheres que são DJs é muito inferior ao dos homens. Na nossa cena do psy trance na qual pregamos o P.LU.R. Tu já te sentiste intimidada por ser mulher? Como é tocar em festas/festivais dominados por homens?

R: Não, nunca! Penso que seja homem ou mulher, o importante e acreditar em nos mesmos, nas nossas capacidades e no nosso trabalho. Dar o melhor de nos em cada trabalho. E isso que sempre faco! Quanto ao tocar sinto-me bastante confortável pois também acredito que quando conseguimos tocar no coração de alguém, seja qual for o sexo, o mérito e o mesmo!

13- Que expectativas tens para esta 4ª edição do Insomnia Festival? E quais são as emoções que tencionas provocar aos ravers na tua actuação?

R: As expectativas são enormes. Este e um festival em claro crescimento, onde cada ano existe uma maior dedicação e esforço para proporcionar a todos momentos inesquecíveis. Estou muito ansiosa por voltar a pisar este palco e posso garantir que será uma viagem cheia de energia e boa disposição  width=🙂

Vamos finalizar com uma mensagem para os teus fãs/seguidores.

14- A mensagem que quero enviar a todos aqueles que seguem e que apreciam o meu trabalho e um enorme obrigado, por todos estes anos repletos de boas energias, aprendizagem e crescimento. Sem o vosso apoio não seria possível chegar ate aqui! Estamos prontos para mais caminhadas musicais e aventuras psicadelicas  width=🙂 Abraço a todos vos

PUBLICIDADE

 




 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *