Amantes do Trance

1- Qual foi a tua primeira festa de música electrónica?

R: Foi em 1996, na praia de Hertzelia… MFG estava a tocar! Nós saltamos a cerca e passamos pelo segurança...

2- Como foi o início da tua carreira?

R: Eu comecei quando tinha 14 anos, como guitarrista numa banda... Eu era um grande roqueiro, e tocava em duas bandas… Tudo estava indo bem, até que experimentei o meu primeiro ácido, e ouvi um antigo vinil azul do Man With No Name, com a track Teleport… Depois disto, eu sabia qual direção musical que queria seguir.

3- Como surgiu o projecto U-Recken?

R: Honestamente, eu não me lembro… Mas eu posso dizer de onde tirei o nome…
Eu vivi no Reino Unido uma curta temporada, no final da minha juventude, e ouvia as pessoas a dizer a palavra ”U-Reckon” e daí surgiu o nome do projecto,eu não sei, mas na altura pensei que era cool  width=

4- Quem são as tuas influências na música?

R: Além do Gothic Metal, que ainda é uma grande influência na minha música, eu sou inspirado pelo rock clássico progressivo, como Old Genesis como Peter Gabriel, Pink Floyd, Depeche Mode, e muitos mais... Eu não ouço Psychedelic Trance para influências.

5- Qual foi a actuação que mais te marcou?

R: Foram muitas… Mother Festival, no Japão em 2008, foi uma que eu sinto falta de verdade... Eles não fazem mais festivais como aquele...

6- De onde tiras inspiração para criar novas músicas?

R: Eu sou inspirado e simplesmente viciado em estar no estúdio a trabalhar… Algumas pessoas veem porno, e outros como eu são bons com vídeos de tutoriais, de como aprender e a explorar novos equipamentos.

7- Fala-me um pouco sobre a Dacru Records.

R: É uma gravadora na Bélgica, fundada por Koen e Bert dso Digicult... Eles também são responsáveis pelas melhores festas na Bélgica, e além de mim, eles também contam com artistas como Talamasca, Electric Universe, Space Tribe, Tropical Bleyage, entre outros. Eles são realmente profissionais, e também dos meus melhores amigos.

8- Vamos finalizar com uma mensagem para os seus fãs/seguidores portugueses.

R: Obrigado por me proporcionarem o que preciso para continuar.
Eu amo cada um de vocês continuem verdadeiros e a agitar o dancefloor!
Até já...

PUBLICIDADE

 




 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *