Amantes do Trance

Entrevista com KITTY

 

1 – Olá, desde já obrigado por teres aceite, o nosso convite para participares neste evento onde queremos enaltecer todas as mulheres do nosso mundo. É um prazer para nós.

Gostaríamos que fizesses uma pequena apresentação sobre ti. (nome, idade, nacionalidade, cidade onde vives)

 

Eu que agradeço o convite , estou muito feliz em fazer parte .
Me chamo Patricia , tenho 43 anos , Tenho nacionalidade espanhola, mas sempre vivi no Brasil .

 

2 – Antes de mais, há quantos anos és Dj? E sempre no género de psytrance?
Sou DJ a 16 anos , sempre tocando psytrance , mas tenho um projeto paralelo de House chamado Pat Persi.

 

3- Quando o mundo do psytrance aparece nas nossas vidas, generalizando, arrebata-nos e vai crescendo em nós.
Recordas-te de como esta música/mundo chegou à tua vida? E Que idade tinhas?
Foi amor à primeira vista.
Fui convidada a ir em uma festa privada, na época em que estava iniciando o movimento Psytrance no Brasil, há 20 anos atrás.
Eu lembro que falei para uma amiga nesse dia: “Eu quero fazer parte dessa família “.
Me encontrei.

 

4- Recordas-te em que festa te estreaste como DJ? Dirias que essa foi a atuação que mais te marcou?
Lembro sim, foi em um clube em São Paulo chamado Club A.
Foi muito emocionante, mas não foi umas das minhas melhores apresentações, pois fiquei muito nervosa.
Não que tenha havido erros e problemas, mas dentro de mim o coração palpitava muito.
Tenho muitas apresentações durante minha carreira que me marcaram muito, uma delas foi a primeira vez que toquei de frente para o mar, no Universo Paralello em 2006.

 

5 – De contactos como artistas, produtoras, organizadores e outros, existem sempre alguns que tornam importante amigos ou mentores, gostarias de referir alguns?
Todos que passaram pela minha trajetória são importantes.
Já passei por várias gravadoras, como  Utopia Rec de Israel , Mandala Rec da França , Sapana Rec do México  e a última Iono Rec da Alemanha onde lancei meu primeiro EP autoral.
Aos organizadores, sou grata por todos que acreditam no meu trabalho e aos artistas, sou grata pois sempre me ajudam com músicas que me inspiram, somos todos uma família .

 

6- Quando estás em palco, quais são as emoções e pensamentos que mais tens presentes?
Penso sempre em como vou tocar o coração e trazer alegria e uma mágica experiência às pessoas que estão na pista .
Essa é minha motivação, se a pista está feliz, eu também estou.
Sempre procuro fazer o melhor que posso pra isso acontecer .
Quando estou no palco sou 100% das pessoas que estão ali presentes .

 

7- Gostarias de colaborar com algum artista em especial?
Audio X, um super produtor brasileiro.

 

8- Quais são os seus três álbuns favoritos de todos os tempos?
Burn In Noise
Lyctum
Ital

 

9- Tens algum próximo passo pensado para o teu projeto? O que se segue?
Sim, estou bem empolgada em voltar ao estúdio e fazer algumas parcerias.

 

10- Se pudesses escolher qualquer lugar no mundo para tocar, onde seria?
India

 

11- Obrigado por te juntares a nós nesta entrevista, queres deixar algumas palavras à comunidade psytrance portuguesa antes de terminarmos?
Antes da pandemia estava programada para ir visitar vocês no Boom Festival, ainda achei que iria esse ano, mas pelo visto , o festival será adiado para o ano que vem.
Quero muito poder encontrar com vocês logo e sentir essa energia que nos conecta tanto.

https://www.facebook.com/DjKittyOficial/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *