Amantes do Trance

1 - Como a música chegou à tua vida?
Desde já boa tarde, não me lembro ao certo da 1ª vez que ouvi musica e me despertou a atenção, lembro-me de ser pequeno e ir para casa de um tio meu, que na altura tinha uma aparelhagem de dois decks e eu passava noites a ouvir as k7 dos The Doors que o meu tio tinha e a fazer gravações, isto já com 7 ou 8 anos.
Lembro-me também do primeiro instrumento que toquei, foi um míni órgão com umas luzes para seguir e aprender a tocar melodias.

2- Qual foi a festa em que te estreaste como DJ ?
Lembro-me bem da minha primeira vez "lol" como dj, como se fosse ontem, com um projecto que se chamava MDust, em conjunto com um amigo, nada profissianl.
Essa festa foi no dia 25 de Abril de 2004 na herdade das Sesmarias dos Nobres, Alentejo
A minha primeira atuação profissional, foi com Blazing Noise em Alcochete em 2011.

3 - Como foi o início da tua carreira?
Aos 13 anos comecei a assistir aos ensaios do meu primo que na altura tocava guitarra e tinha uma banda de rock, assim que pude comprei uma guitarra e comecei a decorar, os sítios onde punham os dedos, até que aos 15 anos aprendi mesmo a tocar guitarra e formei uma banda de Punk/Rock e Metal, onde fui guitarrista e vocalista durante alguns anos, até ter encostado a guitarra e dedicar-me a voz, a compor musicas e a ensaiar com a banda.
Em 1999 quando fui a minha primeira festa de psytrance e no meio de TRIPS, luzes e convívio, descobri uma paixão pela musica electrónica, e a frequentar festas de Psytrance na altura da Good Mood.
Em 2004 comecei a tocar em poucas e pequenas festas nada profissionais, sendo que em 2007 formei o meu primeiro projecto Live com o nome de Shri Yantra.
Depois de uma paragem, em Dezembro de 2009 voltei as produções, um pouco mais noise a não tão melódico, e daí nasceu o projecto Blazing Noise.

4 - Como começaste a produzir música electrónica?
Com o Reason, até ao momento que me deram a conhecer o Cubase e um pouco de como se trabalhava com o mesmo.
Sendo que após vários experimentos consegui dar vida a uma track.
Em 2004 frequentei um curso de técnico de som onde aprofundei um pouco mais sobre teoria do som.
Mas resumindo, a maior parte, aprendi com experiencias no cubase.

5- De onde tiras inspiração para criar novas músicas?
Da vida, sentimentos e emoções, as vezes mesmo da tristeza e revolta, basicamente das minhas emoções.
As pessoas que me rodeiam também são uma grande fonte de inspiração para mim, mas a maior parte vem de dentro de mim mesmo.

6-Como surgiu o projecto Blazing Noise?
Blazing Noise surgiu de vários pensamentos e junções de nomes até que um dia após algumas horas em loop "lol", surgiu um nome.
No meio de sons ardentes e noises surgiu Blazing Noise

7 - Quando foi o teu primeiro lançamento?
O meu primeiro lançamento foi uma tentativa de musica (Give me all the fun), em 2011 na compilação Molecular Mechanism pela Biomechanix Rec.

8- Os artistas do psy trance possuem influências de outros gêneros musicais.  O que te inspira fora do universo electrónico? Que outras formas de arte fazem parte do teu processo criativo?
Gosto muito de monumentos, natureza que simplesmente acho uma Arte Natural e uma das artes mais lindas de se ver.
Antes de produzir ou começar a produzir gosto de me sentar ou dar um passeio com o meu cao, isso faz-me sentir vivo, e a vida dá-me liberdade para puxar pela criatividade.

9 - Quem são as tuas influências na música?
Muitas, dentro dos mais variados estilos, desde Orca, Azax Syndrom de 2009/2010, Gms, Electric Universe Damage até Doors, Nirvana, Sepultura, Slipknot Coal Chamber, Mike Patton, passando tambem um pouco pelo Dub como Panda Dub e Asian Dub Fundation.
Entre outros penso que na minha vida, estes foram os que me influenciaram mais.

10 - Qual foi a actuação que mais te marcou?
Na positiva foram 3, marcou-me bastante Infected Guitars de 2015, Shambala em Ibiza e Error in Time no Mexico.
Na negativa foi em Mumbai, India

11 - O que mantém vivo o teu amor pela música electrónica? O que tu mais gostas nas festas/festivais?
Ver as pessoas a sorrir, e claro a própria musica que cada vez mais está melhor e pormenorizada.

12 - Onde serão as tuas próximas actuações?
Para este ano ja tenho algumas marcadas e outras por confirmar, mas assim mais proximas, será em Alenquer New generation e Infected Guitars da label para a qual estou a representar, Space Music Drops.

13 - Quais são as novidades em relação a novos lançamentos?
Haha tem que esperar para ver, posso dizer que estou a trabalhar no 2 º album onde já conta com algumas participações.
Mas vamos deixar um pouco de suspense no ar lolol.

14- Nos últimos anos o psy trance tem vindo a crescer em Portugal o número de festas/festivais e novos artistas aumentam a "cada dia".  Na tua visão, está nossa caminhada está no ritmo certo ou existe algo que poderíamos estar a fazer mais pelo crescimento da cena?
Sinceramente, acho que tem evoluído bastante um pouco rápido de mais, mas acho que está no bom caminho, comparado com muitos países que ja actuei, estamos bastante evoluídos a novel de festas, artistas décor e musica.

15 - Quais são os teus hobbies quando não estás a produzir música ou a viajar?
Pois, se essa pergunta fosse feita a uns anos atras seria capaz de responder lol, hoje em dia o tempo para os hobbies é um pouco escasso, sendo que quando nao estou a trabalhar com Blazing Noise estou a trabalhar em outros projectos que tenho, também dentro da musica.
Fora isso, o pouco tempo que tenho, é para passar com o meu filho esposa e amigos, as vezes la consigo arranjar um tempinho para ler um pouco, ver um documentário ou dar uns passeios.
Mas quando o nosso trabalho é fazer aquilo que mais gostamos, deixa de ser um trabalho e quase que se torna um Hobbie.

16 - Vamos finalizar com uma mensagem para os teus fãs/seguidores.
Não tentem imitar ninguém nao sejam outras pessoas, sejam vocês próprios lutem pelo que acreditam e nunca desistam dos vossos sonhos, olhem uns pelos outros sejam humanos e humildes.
Acima de tudo, curte e Vive a Vida ao máximo pois só tens esta.

PUBLICIDADE

 




 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *