Amantes do Trance

1- Antes de mais, há quantos anos és Dj? E sempre no género de psytrance?

R: Ora sou Dj/Produtor á cerca de 18 anos, só no género de Psytrance sou á 15 anos.

2- Quando o mundo do psytrance aparece nas nossas vidas, generalizando, arrebata-nos e vai crescendo em nós. Recordas-te de como esta música/mundo chegou à tua vida? E quantos anos tinhas?

R: Recordo-me Sim senhor 😛 Ora foi em meados de 2005 o grupo de amigos com quem eu estava tentaram convencer me a ir a Skazi e eu ainda não sabia como era essas andanças, e infelizmente não consegui ir a essa festa, mas já ouvia Psytrance no carro deles! Então a segunda vez que me convidaram eu não resisti, ate porque foi um "festão" da good trance, com Tube, Theoreme entre outros, Sistema quadrifonico, uma beldade para primeira festa portanto 😀 Ora devia de ter os meus 22 anos!

3- Recordas-te em que festa te estreaste como Dj? Dirias que essa foi a atuação que mais te marcou, ou qual?

R: Ora a primeira festa que me estreei foi mesmo como Djset e foi numa free party em Almeirim no final do verão 2006 se não estou errado! Tenho algumas que me marcaram bastante tais como, O Freedom festival 2011 e 2013, Zelebra Festival 2013 no México, numa festa de apenas 1 dia e ja lá estavam 12 mil pessoas a minha frente o que deu logo aquele formigueiro no estomago eheh. Masqued Ball 2012 ( africa do sul ) com vista para a praia!! Insomnia Festival 2019 também foi qualquer coisa 🙂 e as Trance Odyssey todas que toquei também foram uma maravilha! Entre outros eventos, todos eles marcam sempre de maneira diferente mas sempre bom!

4- O que mantém vivo o teu amor pela música eletrónica?

R: O que mantém vivo o meu amor pela musica electrónica, são ainda os objectivos que tenho pela frente como musico, o convívio em todos os eventos e fora com os amigos e esposa 😛

5- No que toca à produção, dedicas-te todos os dias a fazer música? Quanto tempo, geralmente, demoras a criar um som/track completo?

R: Sim geralmente vou para o estúdio todos os dias! Normalmente demoro cerca de 2/3 semanas a terminar uma musica, as vezes um pouco mais ate porque entretanto mete-se outra no meio e deixamos a que estamos a fazer um pouco de parte, normalmente acontece 😛

6- Os artistas do psytrance possuem influências de outros gêneros musicais. O que te inspira fora do universo eletrónico? Que outras formas de arte fazem parte do teu processo criativo?

R: Ora fora do mundo do Psytrance temos outras influencias que nos dão aquela inspiração para nos agarrarmos a uma música nova, tal como uma fala que acabamos de ouvir num filme, numa série, ou mesmo documentário, ou através de uma melodia das musicas da radio! qualquer coisa nos inspira e a qualquer momento, que já aconteceu as 4h da manha aparecer me uma melodia na cabeça, e ir a correr para o estúdio para não a esquecer lol

7- De contactos com artistas, produtoras, organizadores e outros, existem sempre alguns que se tornam importantes, amigos ou mentores, gostarias de referir alguns?

R: Epaaa, nao posso por me aqui a escrever nomes que ainda me esqueço de alguns e não é por mal 😛 mas eles sabem quem são ( espero lol )

8- Quando estás em palco, quais são as emoções e pensamentos que mais tens presentes?

R: Constantes arrepios, por ver o dancefloor a dançar e a divertir se ao som das minhas criações:) são momentos sem palavras mesmo!

9- Se pudesses escolher qualquer lugar no mundo para tocar, onde seria?

R: Ora Portanto talvez ... Hungria, Brasil, Israel, Holanda. India, entre outros países ou todos vá 😛

10- Tens algum próximo passo pensado para o teu projeto? O que se segue?

R: Ora então o próximo passo será o lançamentos de um EP meu, estou a tratar também de fazer mais um albúm. E outras faixas já estão a sair em diversas compilações de varias editoras internacionais!

11- Tens muitas tracks que nunca lançaste? Qual é o motivo principal?

R: Penso que haja uma ou outra que não foi lançada e não foi por não querer, penso que não surgiu a oportunidade, porque ainda hoje essa track é tocada em vários sets e lives 🙂

12 - Nos últimos anos o psy trance tem vindo a crescer em Portugal, o número de festas/festivais e novos artistas aumentam a "cada dia". Na tua visão, esta nossa caminhada está no ritmo certo ou existe algo que poderíamos estar a fazer mais pelo crescimento da cena?

R: Penso que o psytrance está a crescer em Portugal a passos largos, tanto como eventos, como artistas! Falo de qualidade, penso que haja muita qualidade que ainda não veio ao de cima mas que mais tarde ou mais cedo, vão aparecer!

13- Obrigado por te juntares a nos nesta entrevista, queres deixar algumas palavras à comunidade psytrance portuguesa antes de terminarmos?

R: Um Grande e enorme Obrigado a todos os que me apoiam e apoiaram ate agora, e aos que estiveram sempre presentes que continuem porque coisas boas e novas estão a sair do laboratório 😀 Um abraço a todos!!

E Um grande obrigado aos Amantes do Trance pela entrevista 🙂

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *