ENTREVISTA #8 SPACE MUSIC DROPS

1- Como surgiu a Space Music Drops? E em que ano foi fundada?

R: A Space Music Drops surge depois  ao Moom Festival em 2004 e fruto da paixão pela música trance.

2- Quem são os seus principais membros da organização e quais os seus papeis?

R: Os principais membros da organização são todos os elementos do staff, ou seja, esta organização vale pelo conjunto e pelo excelente espírito e trabalho de equipa que conseguimos implementar evento após evento.

3- Quais são os pontos chave que não devem ser deixados de lado na realização de um evento?

R: Na nossa opinião, tudo o que tenha a ver com a qualidade e o harmonioso desenrolar do evento são pontos que não podem ser descurados, desde a equipa de segurança, ao pessoal técnico, que apoia no estacionamento ou na recolha do lixo, desde a sinalética, à divulgação, comunicação do evento, as licenças, a articulação com GNR, Bombeiros e outros parceiros, enfim… tudo o que tem haver com a organização do evento é importante e deve ser assegurado com planeamento para que a “festa” decorra em sem incidentes.

4-Como é visto para vocês a realização de cada evento? É um gasto ou um investimento? 

R: Não lhe chamaremos gasto nem investimento . Diremos apenas que é um risco que decidimos correr no qual grande parte das vezes ficamos muito felizes pelo feed back e carinho que recebemos do público.

5-Quais são os maiores desafios para organizar um evento com a envergadura da Infected Guitars? Qual o foco principal?

R: A organização de um evento tem inúmeros desafios, evidencio alguns: a localização da festa, tendo em conta os acessos e infraestruturas envolventes, a selecção dos Dj`s de modo a ir ao encontro dos gostos, cada vez mais exigentes, do nosso público, a coordenação de todo o staff e delegação de competências para que cada um assegure o seu papel de forma responsável e pro activa entre outros.
De uma forma geral creio que o principal desafio é tentar fazer a diferençaa fazendo com que o público opte pelas nossos eventos. 

6- Quais as características mais importantes para um organizador de eventos?

R: Por experiência própria não temos dúvidas, perseverança, visão e humildade. São estes os valores pelos quais lutamos, a Space Music Drops continua a crescer e a trilhar o seu caminho, apesar deste não ser de todo fácil.

7- Comparando com as primeiras festas organizadas pela Space Music Drops, é provável que muita coisa tenha mudado.
Mas ainda há alguma coisa que continue igual? Como descrevem a vossa evolução?

R: Resumindo, a primeira festa da Space Music Drops teve 30 pessoas, para amigos e conhecidos e hoje temos um público fidelizado e feliz por fazerem parte na nossa família.
Ao longo destes anos, mantivemos o gosto pelo espírito da festa, uma reunião familiar que tem vindo a crescer e a dar bonitos frutos.
Quanto à evolução da Space Music Drops, esta não tem sido fácil, nem sempre as coisas correm como desejamos e em vários momentos nos debatemos com reestruturações e reflexões profundas relativamente ao futuro da organização, contudo a perseverança e a paixão pelo trance têm falado mais alto e enquanto assim for, continuaremos a fazer mais e melhor para o nosso estimado público.

8- Em termos de estrutura, qual patamar vocês almejam chegar? O que vocês sonham ter nos vossos eventos num futuro próximo?

R: Os nossos objectivos hoje são consolidar os eventos que realizamos por ano em Portugal, a Carnivaland (fevereiro), o festival Infected Guitars (julho) e a Emotions (dezembro).
Pretendemos continuar a melhorar as condições estruturais dos nossos eventos, proporcionar boas experiências, apostar em novos projectos nacionais e internacionais, a par dos grandes nomes do trance.  

9- Como funciona o processo de selecção de Djs internacionais e nacionais?

 R: O processo de selecção é muito simples. Primeiro inovar trazendo a Portugal pela primeira vez projectos internacionais de muita qualidade sem deixar para traz alguns nomes que também são adorados por nós e já são referencias do nosso público .

10- Os eventos organizados por vocês certamente causa algum impacto no local onde é realizado e por isso é essencial que se preocupem com causas ambientais. Como é que vocês cuidam desse aspecto?

R: O principal aspecto para nós é mesmo a poluição deixada pelo chão no final de cada evento, por isso a nossa responsabilidade é mesmo deixar o local melhor ( mais limpo )do que o encontramos.

11- Que balanço fazem do panorama actual do trance nacional? O que acham que poderia mudar (no sentido de melhorar o trance em Portugal) ?

R: Como tudo na vida melhorar faz parte sempre , embora haja alguns aspetos que são muito difíceis de controlar tais como roubos, violência e desrespeito não há muito a fazer mas tentamos sempre minimizar os danos. Ter um evento sem qualquer caso destes é o nosso sonho . Tirando esses factores o balanço é positivo.

12- Para finalizar deixem uma mensagem para o público.

R: Que todos continuem a acreditar no nosso trabalho e em contra-partida nóss prometemos melhorar de evento para evento . A nossa maior alegria é sentir que vocês ficam satisfeitos e felizes pois é o nosso principal objetivo . NAMASTÉ  

OBRIGADO SPACE MUSIC DRPOS

PUBLICIDADE