ENTREVISTA #26 – TROPICAL BLEYAGE

1- Qual foi a primeira festa em que estreaste como DJ?
A primeira festa oficial de Tropical Bleyage foi em 2011, no Fractal Gate Festival na Bélgica, tocamos o set de encerramente do festival, foi uma experiência magnifica…

2- Como começaste a produzir música eletrónica?
Eu comecei a fazer música quando tinha 15 anos, em 2005, ouvia ativamente cenas psicadélicas e sempre quis saber como eram feitas… Comecei a testar alguns programas de produção e foi assim que a ideia de Tropical Bleyage foi criada… Ainda elaborando essa ideia.

3- De onde tiras inspiração para criar novas músicas?
Inspiração pode ser encontrada em todas as coisas que nos rodeiam, podem ser coisas boas ou más que estão a acontecer na nossa vida… Tudo.

4- Qual foi o teu primeiro lançamento?
A primeira faixa de sempre lançada por Tropical Bleyage foi um remix da “Awaken the Dream” de DigiCult, na altura estava a haver um concurso de remixs para essa faixa, Tropical Bleyage ficou em 1º lugar e foi assim que tudo começou…

5- Qual foi a actuação que mais te marcou?
Todas as atuações e eventos te mudam e dão-te a perspetiva de como e o que podes melhorar nos teus trabalhos, se tivesse que escolher apontaria o Poison Festival no México, uma das mais puras experiências psicadélicas… Em Portugal as festas também são sempre uma coisa autêntica.

6- O que é que te mantém apaixonado pela música eletrónica?
A música é a mais pura maneira de expressar a experiência da vida e o psytrance leva isso a um nível completamente novo e tu podes experienciar isso instantaneamente com um clique do botão play, por isso porque haveria de parar de ouvir música psicadélica?

7- Onde vão ser as tuas próximas atuações?
Próxima atuação é o festival Insomnia. Depois disso vamos tocar no Pawahtún Festival no México e depois no evento D.P.S. na Grécia…

8- Quais são as novidades em relação a novos lançamentos?
Em Setembro vai sair na Dacru um EP colaborativo com Freaked Frequency chamado “Mathemagical”. Depois disso, estamos atualmente a trabalhar em bastantes novas faixas e música, para preparar o 3º album completo de Tropical Bleyage. Bem esse é o plano, algumas delas vamos experimentá-las e testá-las no Insomnia…

9- Que expectativas tens para esta actuação no Insomnia Festival?
Eu espero sempre uma experiência verdadeira e real de psytrance, vinda do coração em Portugal… Eu penso que Portugal seja o país com mais amantes de full on na Europa hoje em dia, sinto-me feliz por estar lá...

10- Vamos finalizar com uma mensagem para os teus fãs/seguidores portugueses.
Estou bastante ansioso para estar com todos vocês e partilhar alguns sons tropicais.

PUBLICIDADE